(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

Não à Reforma Administrativa: veja conteúdos sobre o tema e compartilhe!

Não à Reforma Administrativa: veja conteúdos sobre o tema e compartilhe!

A Reforma Administrativa (PEC 32/20) é o desmonte total dos Serviços Públicos e do Estado, e a luta contra este ataque não pode parar. Aqui nesta postagem você encontra vários conteúdos sobre o tema: lives do SINASEFE, matérias, artigos, vídeos e indicações de outras leituras. A informação qualificada sobre o tema é parte fundamental desta luta, assista, leia e passe adiante!

..

.

Postagens em nosso site (campanha do Fonasefe):

 Antes de conferir os materiais da campanha, saiba que é muito importante baixar a imagem, copiar o texto e compartilhar com seus contatos!

.
.

Servidor com estabilidade no emprego não tem medo de ser demitido quando denuncia corrupção do chefe.
Servidor público sim.
Corrupção não.
Considerada por muitos como “privilégio”, a estabilidade do servidor público é uma garantia de que ele não sofrerá retaliação de quem quer que seja caso denuncie atos desonestos que tenha presenciado no trabalho. Com a estabilidade, o servidor público não pode ser ameaçado, nem demitido por políticos corruptos.
Bolsonaro e o Congresso Nacional mentem ao dizer que o fim da estabilidade vai aumentar a produtividade do serviço público. Ao contrário, vai aumentar a corrupção com o aumento das ameaças aos servidores que não concordam com a corrupção.
.
.
.

Sabe por que políticos nos odeiam?
Servidor concursado não participa de rachadinha.
A ‘rachadinha‘ é uma prática criminosa que os políticos corruptos fazem para extorquir o dinheiro dos funcionários que eles mesmos contratam. O político contrata o funcionário sem concurso e o obriga a ‘rachar’ seu salário com ele, ameaçando demiti-lo em caso de recusa. Felizmente, o servidor concursado tem estabilidade e não pode ser demitido caso negue a rachadinha.
A contrarreforma Administrativa de Bolsonaro e do Congresso Nacional quer reduzir drasticamente os concursos e vai permitir a ampliação do crime da rachadinha. Por isso, essa reforma é muito ruim para combater a corrupção!
.
.
.

Reforma Administrativa ao contrário do que Bolsonaro e Paulo Guedes tentam fazer parecer, o servidor público não é um privilegiado que prejudica as contas do governo. É um ser humano que presta um serviço valoroso à sociedade brasileira e que merece ter um salário digno e direitos como a estabilidade no emprego. O servidor não é só mais um número na estatística oficial. É quem educa nossos filhos, quem trata da gente nos hospitais, enfrentando todo tipo de pressão no trabalho. A Reforma Administrativa quer reduzir os salários do servidores. Defenda o servidor.
Diga não à Reforma Administrativa!
.

.

.

.

.

O servidor público é um trabalhador como o funcionário da iniciativa privada, mas o objetivo de seu serviço não é dar lucro a um patrão, e sim atender a população da melhor maneira possível.

A licença-capacitação é um período de três meses concedido a cada cinco anos de serviço para que o servidor faça cursos de capacitação técnica com o objetivo de renovar seu preparo para melhor nos atender.

A Reforma Administrativa vai acabar com essa licença-capacitação. Por isso, essa Reforma não deve ser aprovada.

Capacitação sim, Reforma não!

.

.

A lógica dos governantes é perversa: tiram dinheiro e eliminam mão de obra dos serviços públicos, culpam os servidores pela péssima qualidade do que é oferecido à população e a jogam contra eles. Quando saúde, educação e demais serviços estão à beira do colapso, os governantes apresentam a privatização, a demissão dos servidores e a retirada de seus direitos como a solução para melhorar tudo. Nesse sentido, a Reforma Administrativa não ajuda em nada os serviços públicos: facilita a privatização e a extinção de cargos públicos e retira direitos trabalhistas dos servidores.

Por isso, diga não à Reforma Administrativa!

.

.

O calor e o tempo seco que estamos sentindo nos últimos dias é fruto das queimadas que estão ocorrendo há meses nas nossas florestas. Para evitar esse crime ambiental, é preciso reforçar a fiscalização, aplicando multas aos empresários desmatadores do meio ambiente. No entanto, o governo Bolsonaro e a maioria do Congresso pretendem acabar com a estabilidade no emprego dos fiscais ambientais por meio da aprovação da Reforma Administrativa. Já pensou o medo de ser demitido que o fiscal vai sentir quando precisar multar o empresário que desmata a floresta?

Por isso, diga não a essa Reforma!

.
.
.
Postagens do SINASEFE

.

 

.

 

.

.

 

.

 

Artigo acima*

.

Entenda por que há uma ofensiva permanente em defesa da (contra)Reforma Administrativa
https://www.sintefpb.org.br/em-defesa-da-contrareforma-administrativa/

.
* Por: Michelangelo Torres. Professor doutor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

.

.

 

.

.

.

 

.
Campanha do fonasefe

.
Diga Não à Reforma Administrativa!

.

Campanha do Fonasefe para conscientizar e orientar a população sobre a Reforma Administrativa (confira alguns materiais)
https://www.sintefpb.org.br/campanha-contra-a-reforma-adm/

.

Lives

..

 

.

 

.

.

.

Campanha do Fórum de Servidores de Santa Catarina

Confira o material e compartilhe!
.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário