(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

Vamos dizer não à Reforma Trabalhista de Temer na enquete do Senado Federal!

Vamos dizer não à Reforma Trabalhista de Temer na enquete do Senado Federal!

#NãoàReformaTrabalhista .

.

Como já é de rotina, o portal do Senado Federal abriu uma enquete para avaliar a opinião da população em relação ao PLC 38/2017, aprovado pela Câmara com o texto da Reforma Trabalhista proposta pelo governo Temer.
A enquete tem caráter consultivo, para que os parlamentares possam avaliar a popularidade do projeto e avaliar melhor seus votos. E, no momento, para a nossa alegria e infelicidade do governo, mais de 165 mil dizem não à Reforma Trabalhista enquanto pouco mais de 8 mil apóiam o PLC.
.
.
VOTE CONTRA A REFORMA TRABALHISTA:
https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=129049
.
.

.

Temer no tudo ou nada pelas Reformas…
O cenário de crise institucional e política está de pé. No mar de lama da corrupção exposta pelas delações premiadas da JBS e Odebrecht, não sabemos se quem dorme presidente acordará no cargo.
Ainda assim Temer tenta se manter vivo (até pelo fato de que se não conseguir, irá à cadeia) e o motivo para justificar a existência do seu governo buscado por ele tem sido a manutenção dos ataques aos direitos dos trabalhadores, principalmente com as Reformas da Previdência (PEC 287/2016) e Trabalhista.
Não sem motivo que o Senado aprovou o regime de urgência da Reforma Trabalhista, atropelando ainda mais o debate na tentativa de garantir a ainda suposta maioria do governo no plenário da casa.
.

Vamos ampliar a diferença!
É preciso aumentar ainda mais esse placar. É preciso mostrar aos senadores que quem votar pela retirada de direitos historicamente conquistados pela classe trabalhadora não será votado em outubro de 2018.
Clique aqui para acessar a enquete e vote não, emitindo ao Senado seu posicionamento de repúdio à agenda de contrarreformas de Temer e da burguesia brasileira.
.
.
Vote também:

.

.

.


Matéria retirada do sinte do SINASEFE NACIONAL

Deixe um Comentário