(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

Tudo pronto para o V CONSINTEF. Veja programação

Tudo pronto para a realização do V CONSINTEF. O evento será realizado neste final de semana (26/28), no JR Hotel, localizado à Rua Rodrigues Chaves, 87 – Centro, João Pessoa – PB. A programação do V CONSINTEF será iniciada às 19h00min, da sexta-feira, com a conferência de abertura enfocando o tema: “A formação política na organização e unidade dos trabalhadores da educação profissional”, pelo conferencista Juary Luís. Ele é integrante da CSP-Conlutas e do Instituto Latino-Americano de Estudos Sócio-Econômicos.

Durante o sábado serão analisadas e apreciadas em plenária quatro importantes teses com o objetivo de tornar o Estatuto da entidade mais adequado à realidade atual da luta dos trabalhadores. As teses propõem mudanças estatutárias no processo eleitoral, na formação e competência da diretoria e na relação do SINTEFPB com os movimentos sociais.

No último dia, a partir das 08 horas, será realizada uma palestra enfocando o problema da dívida pública e seu impacto na vida dos trabalhadores, pelo professor Rodrigo D’Ávila, integrante da Associação Auditoria Dívida Cidadã. A professora Vania Medeiros, coordenadora geral do SINTEFPB, entrevistou, via e-mail, o palestrante sobre a repercussão da dívida na vida dos trabalhadores.

Eis a entrevista:

Professora Vania Medeiros: O que é a Auditoria Cidadã da Dívida e como ela se organiza?

Rodrigo D’Ávila: A Auditoria Cidadã da Dívida surgiu após o Plebiscito Popular da Dívida de 2000, quando 6 milhões de pessoas votaram pelo não pagamento da dívida enquanto não fosse realizada a auditoria prevista na Constituição de 1988; porém, jamais realizada. Como o governo não quis atender a vontade popular, foi iniciada uma auditoria cidadã, ou seja, feita por entidades da sociedade civil, no sentido de investigar o endividamento e lutar pela realização da auditoria oficial. A Auditoria Cidadã da Dívida tem elaborado publicações, realizado eventos, e participado de seminários em todo o Brasil e no exterior.

Professora Vania Medeiros: Como a dívida pública interfere na vida dos trabalhadores?

Rodrigo D’Ávila: A dívida pública consome cerca da metade do orçamento federal, o que significa o triplo de todos os gastos com pessoal, ativo e aposentado, de todas as carreiras e poderes. Por isso, não é verdade que “não há dinheiro” para atender os pleitos dos servidores públicos, por melhores condições de trabalho e planos de carreira. Portanto, é devido ao pagamento desta dívida que o povo não dispõe de serviços públicos de qualidade, tais como saúde, educação, transporte e muitos outros. Recentemente, foi realizada na Câmara dos Deputados a CPI da Dívida Pública, que apurou graves indícios de ilegalidades desta dívida, que beneficia principalmente os bancos e os grandes especuladores. Por isto, é urgente a auditoria desta dívida.

Professora Vania Medeiros: Quais as perspectivas deste movimento integrar a luta sindical?

Rodrigo D’Ávila: Atualmente, a Auditoria Cidadã da Dívida é apoiada por dezenas de entidades sindicais, exatamente porque o endividamento é o maior entrave à garantia dos direitos dos trabalhadores. Temos feito eventos nas seções sindicais do Sinasefe em diferentes partes do país, mostrando como a dívida pública suga grande parte dos recursos orçamentários. Convidamos todos a também participarem desta luta. Contatos podem ser feitos pelo endereço: http://www.auditoriacidada.org.br/

V CONSINTEF

“A formação política na organização e unidade dos trabalhadores da educação profissional.”

Programação

Dia: 26/07 – 6ª feira

17h00min às 19h00min: Credenciamento

19h00min: Conferência de abertura (noite): “A formação política na organização e unidade dos trabalhadores da educação profissional”

Dia: 27/07 – sábado

08h00min às 9h00min: Credenciamento

08h00min: Apresentação, Discussões e Deliberação sobre as Teses

TESE 01 – Mudança do artigo 2º do Título I (DA ORGANIZAÇÃO, NATUREZA, FINS, DURAÇÃO E SEDE) – a relação política entre SINTEFPB e SINASEFE.

TESE 02 – Mudança do artigo 2º do Título I (DA ORGANIZAÇÃO, NATUREZA, FINS, DURAÇÃO E SEDE) – a relação política entre SINTEFPB e SINASEFE; Mudança do artigo 48 do Título VI (DAS ELEIÇÕES DO SINTEFPB)- comissão eleitoral, recursos impetrados. Mudança no artigo 56 – a autonomia estatutária do SINTEFPB.

12h00min: Intervalo para almoço

14h00min – Retorno dos trabalhos

TESE 03 – Mudanças no artigo 48 do Título VI (DAS ELEIÇÕES DO SINTEFPB) – comissão eleitoral, recursos impetrados, inscrição de chapa.

Mudança no artigo 49 do Título VI (DAS ELEIÇÔES DO SINTEFPB) – composição da DE.

TESE 04 – Mudanças no artigo 25 do Capítulo IV (DA DIRETORIA ESTADUAL) – composição da DE. Mudança no artigo 30 do Capítulo V (DA COMPETÊNCIA DA DIRETORIA ESTADUAL) – competências de seus membros.

15h00min: Coffe-break

TESE 05 – Análise de Conjuntura e Alinhamento do Movimento Sindical SINTEFPB ao Movimento Nacional.

19h00min: Jantar de Confraternização

Dia: 28/07 – domingo

08h30min: Palestra – A Dívida Pública e seu impacto na vida dos trabalhadores Palestra: Auditoria da Dívida Pública – Rodrigo Vieira D´Avila

10h30min: Mesa de Encerramento.

Deixe um Comentário