(83) 9.8151-9357 - sintefpb@gmail.com / Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookyoutube

Sem ampliar vagas, MEC quer dividir institutos federais e indicar reitores

Sem ampliar vagas, MEC quer dividir institutos federais e indicar reitores

UOL EDUCAÇÃO | Ana Paula Bimbati – do UOL, em São Paulo

 

Quase um mês após dizer que os institutos federais são as “vedetes do futuro”, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, convocou uma reunião com reitores de nove estados para contar que planeja dividir algumas dessas instituições. A proposta do MEC (Ministério da Educação) prevê a “criação de dez novos institutos federais”, mas, na prática, as instituições não receberiam novos campi, nem ampliariam o número de vagas e cursos e, sim, teriam novas reitorias.

 

Os novos reitores podem ser indicados pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido). O IFPA (Instituto Federal do Pará), por exemplo, tem uma reitoria responsável pelos 18 campi. Com a proposta do MEC, o instituto ficaria com oito unidades e as outras dez passariam para um novo instituto, com nome provisório de Paraense.

 

Hoje, o país conta com 38 institutos federais e 819.650 mil alunos matriculados

 

Procurada pelo UOL, a pasta disse que o processo tem a “possibilidade de ampliação de oferta” e a proposta de expansão da rede federal técnica trouxe “novos desafios” para as gestões. “As grandes distâncias entre os campi e suas respectivas reitorias podem gerar impasses no aprimoramento das atividades de ensino, pesquisa e extensão”, informou o MEC.

 

No documento apresentado durante reunião na última segunda-feira, a pasta diz que “a proposta é criar novas instituições ajustando unidades já existentes, o que adicionaria apenas as novas reitorias”.

 

Confira o documento citado acima:

https://download.uol.com.br/files/2021/09/1324317172_institutos-federais.pdf

 

A nomeação de reitores por Bolsonaro já é vista como um ataque a autonomia no caso das universidades federais. Reportagem da Folha de S.Paulo apontou que o presidente nomeou 19 reitores que não foram os vencedores de eleições internas por motivações políticas.

 

Leia a matéria completa no site da Uol:

https://educacao.uol.com.br/noticias/2021/09/02/sem-novas-vagas-mec-dividir-institutos-federais.htm

Confira também:
PL que altera a lei de criação dos IFs, uma das alterações é a eleição de reitor por lista tríplice:
PL-1453-2021

 

Deixe um Comentário