(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

Resposta à publicação das minutas e denúncia da exclusão da comunidade do IFPB do seu processo de elaboração

Resposta à publicação das minutas e denúncia da exclusão da comunidade do IFPB do seu processo de elaboração

Bom dia a todos e todas,

Hoje, 30 de junho, termina o prazo de 3 dias úteis que a Reitoria do IFPB deu à comunidade do Instituto para discutir e apreciar as minutas para a retomada do calendário letivo através de atividades não presenciais. Quem as leu viu como atentam contra os princípios da gestão democrática, não asseguram a inclusão dos estudantes nem tampouco atentam para as condições de trabalho dos docentes e técnicos(as) da área da educação.

Questionando tudo isso um grupo de servidores(as) e estudantes do campus Patos propôs uma carta para ser enviada à comissão que vai recolher todas as contribuições às minutas, exigindo da Reitoria que todo o debate acerca das propostas de resolução se dê de outra forma: que seja realmente construído pela comunidade.

Leia o texto e se sua indignação estiver ali também, envie-o para o endereço eletrônico consultaanp@ifpb.edu.br.

 

O SINTEFPB apoia e divulga essa iniciativa.

 


Copiar título e mensagem abaixo e enviar para o e-mail descrito acima.

 

Sugestão de Título para o e-mail:

Resposta à publicação das minutas e denúncia da exclusão da comunidade do IFPB do seu processo de elaboração.

Mensagem:

Prezados,
Diante da recente publicação das minutas Resolução Ações de fases de implementação
gradual das atividades e Resolução procedimentos para desenvolvimento e registro de
Atividades Não Presenciais no site oficial do IFPB, manifestamos nosso descontentamento
quanto ao processo de construção dos referidos documentos e a forma como agora estes são
apresentados para a comunidade do instituto.
Em primeiro lugar, não houve participação efetiva dos servidores e dos estudantes na
redação das minutas, diferentemente do que foi divulgado em meios oficiais de comunicação,
ferindo os princípios da gestão democrática. Considerando a complexidade da situação da
suspensão das atividades devido a pandemia, a opção por centralizar as decisões no CODIR
exclui a análise precisa das diversas realidades dos campi.
Em segundo lugar, quando finalmente divulgam o teor dessas minutas, continuam a
tratar como desimportante a participação dos servidores e alunos ao colocarem um prazo
despropositado, que impossibilita a mobilização, acatando apenas sugestões por e-mail que em
nada garantem a leitura e efetiva consideração da visão do coletivo, pois as contribuições são
feitas sem debate, sem formação e de forma individualizada. Ainda preocupa o fato de essas
contribuições serem apreciadas apenas pelo mesmo grupo de trabalho que redigiu as minutas,
logo não havendo transparência.
Diante disso, embora não faltem críticas, indagações, considerações, sugestões para de
fato construir algo que atenda o coletivo da nossa comunidade, já que há muito o que rever
nessas minutas, não consideramos possível fazê-lo num e-mail de forma isolada e sem qualquer
garantia de transparência e representatividade no processo.
Garantam uma construção que de fato possamos chamar de democrática!
Denunciando tais problemas, repudiando a forma de condução do processo, tornamos público
nosso posicionamento à comunidade do IFPB,

 
SUA ASSINATURA

 


News

Deixe um Comentário