(83) 9.8151-9357 - sintefpb@sintefpb.org.br / Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookyoutube

Muitas pessoas já sabem que a Reforma Administrativa (PEC 32/20) representa um imenso retrocesso para a administração pública. Mas como exatamente isso vai acontecer?

Muitas pessoas já sabem que a Reforma Administrativa (PEC 32/20) representa um imenso retrocesso para a administração pública. Mas como exatamente isso vai acontecer?

Muitas pessoas já sabem que a Reforma Administrativa (PEC 32/20) representa um imenso retrocesso para a administração pública, com efeitos drásticos para brasileiras e brasileiros.

 

Mas como exatamente isso vai acontecer?

 

A extinção do Regime Jurídico Único (RJU), com a criação de formas precarizadas de contratar trabalhadores públicos estão entre as estratégias destrutivas. Inspirados em práticas patrimonialistas combatidas desde 1930, os novos vínculos de contratação, previstos na PEC 32/20, foram analisados pelo Dieese em nota técnica.

 

Clique aqui e confira a nota para entender quais são essas formas de vínculo e seus possíveis impactos.

 

 

Extinção do RJU e criação de novos vínculos

 

A PEC 32/20 prevê, entre outras alterações, a extinção do chamado RJU, com a instituição de uma série de novas formas de contratação pela administração pública. “A PEC 32/2020 insere no texto constitucional o Art. 39-A, que determina a instituição de novo regime jurídico pelos entes, que irá compreender cinco novos vínculos com a administração pública: I – vínculo de experiência, como etapa de concurso público; II – vínculo por prazo determinado; III – cargo com vínculo por prazo indeterminado; IV – cargo típico de Estado; e V – cargo de liderança e assessoramento” explica a nota. Para entender em detalhes o que será cada vínculo previsto, leia a nota completa.

 

 

Interesses privados acima de tudo, fim da estabilidade acima de todos

 

As conclusões da Nota Técnica nº250 elencam diversos elementos sobre a Reforma Administrativa e seus impactos, tanto para os servidores atuais quanto para a população em geral:

 

Os novos vínculos propostos pela reforma administrativa nos levam a uma analogia direta com a Lei 13.467/2017, a chamada reforma trabalhista. Naquela, foram institucionalizados diversos vínculos de trabalho precários, muitos dos quais anteriormente constituíam a malfadada estrutura essencialmente informal de nosso mercado de trabalho privado.


Ao propor a criação de vínculos sem estabilidade, com acesso feito sem a realização de concurso público e com possibilidade de aumento do peso das indicações políticas, a PEC 32/2020 traz para a administração pública problemas que hoje são típicos do setor privado, notadamente a rotatividade. E ainda pior: maximiza a possibilidade de que os interesses privados e de corporações se coloquem acima do interesse coletivo, ao ampliar a figura do contrato por prazo determinado e o leque de destinação dos cargos de liderança e assessoramento, em relação ao que hoje cabe aos cargos em comissão e funções de confiança.


Dessa forma, a PEC 32/2020, apresentada pelo governo Bolsonaro como uma modernização na forma de contratação do setor público, nada mais é que a institucionalização da precarização na administração pública e dos serviços públicos e a institucionalização de práticas patrimonialistas, que desde os anos 1930 toda sociedade tenta combater”.

 

ASCOM SINASEFE

 

Conteúdo relacionado

 

News

18nov

INFORME DO AUXÍLIO TRANSPORTE

Informe de andamento administrativo do cumprimento da decisão: O coordenador Geral do SINTEFPB, através de contato realizado com a DGEP do IFPB em 18/11/22, obteve as seguintes informações: - As…read more →
18nov

Campanha de Solidariedade do IFPB

Em 17/11/2022, o SINTEFPB, representado pelo coordenador geral, Hélio de França Gondim, se reuniu com os servidores Manoel Macedo e Aguinaldo Tejo, membros do Comitê da Campanha de Solidariedade do…read more →
16nov

VIII CONSINTEF: Eleger Lula!

Durante os dias 15 a 18 de Setembro, e 11 a 13 de Novembro, foi realizado em João Pessoa o VIII CONSITEFPB: ELEGER LULA PARA DERROTAR BOLSONARO!, sendo um congresso…read more →
16nov

SINASEFE lança Edital Novembro Negro 2022

  O SINASEFE lança nesta sexta-feira (11/11) o Edital Novembro Negro 2022. Serão divulgadas e apoiadas financeiramente até oito iniciativas que promovam a valorização da identidade negra, da sua história e da…read more →

Deixe um Comentário