(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

É grave, é greve: organizar e iniciar movimento paredista contra retorno presencial!

É grave, é greve: organizar e iniciar movimento paredista contra retorno presencial!

Denunciando a Portaria nº 1.096/20, que prevê retorno presencial em 1º de março, Camila Marques, coordenadora geral do SINASEFE, relembra as deliberações da categoria relacionadas à defesa da vida de trabalhadoras e trabalhadores. “Não faz o menor sentido voltar sem ter condições sanitárias. Nossa categoria já deu uma resposta pra esse tipo de postura genocida: é grave, é greve!” destaca a coordenadora geral citando as deliberações das duas últimas plenárias nacionais do SINASEFE.

 


Vacinar toda comunidade escolar

“Defendemos a vacina para todas e todos já: estudantes, trabalhadores terceirizados, técnico-administrativos e docentes, além da defesa do SUS”, reforça Camila.

 

Orientação às Seções Sindicais

A coordenadora destaca ainda a importância da mobilização das seções sindicais, com a realização de assembleias, debates e reorganização para greve. “É fundamental desmascarar este governo. Mesmo contrários ao ensino remoto, não paramos de trabalhar durante a pandemia, diferente deste governo que não fez nada para evitar a morte de milhares de pessoas”, ressalta.

 

Conteúdo relacionado:

 

Vacina para todos e todas já! Retorno presencial somente quando toda comunidade escolar estiver vacinada!

O SINASEFE reafirma sua defesa ostensiva da vida, desde o início da pandemia de COVID-19, e denuncia toda e qualquer movimentação de retorno presencial, inclusive as que colocam apenas professores nos grupos prioritários (excluindo os demais integrantes da comunidade escolar). Trabalhadoras e trabalhadores organizados já indicaram ao governo a condição adequada para retorno das aulas presencias: imunização de todas e todos via Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, Bolsonaro e seu ministro da Educação determinaram o retorno presencial na Rede Federal para 1º de março, uma aposta irresponsável que ignora o aumento de mortes e de contaminação no país.

 

Imunização de toda comunidade escolar

Além de expor a decisão absurda do governo federal, é importante denunciar as medidas de retorno local de aulas que já se espalham pelo país, ameaçando a vida de trabalhadores e estudantes. Em São Paulo, com a vacinação ainda em etapas iniciais, a prefeitura determinou a volta às aulas para 1º de fevereiro“A gente não pode voltar às aulas sem a imunização universal, muito menos com uma parte pouco significativa das pessoas vacinadas, ou só com docentes. Não são apenas professores que estão dentro das escolas. Nossa comunidade inclui também terceirizadas e terceirizados, técnico-administrativos e estudantes” destaca a secretária de comunicação do SINASEFE, Lucrécia Iacovino.

Por Sinasefe Nacional
*Matéria editada em 22/01/21, às 10h30.

 .

.

Governo irresponsável aposta em retomada das aulas presenciais a partir de 1º de março
https://www.sintefpb.org.br/gov-retomada-presencial-dia-1-de-marco/

 

01/02: Dia Nacional de Luta em Defesa da Vacina Para Todos
https://www.sintefpb.org.br/01-02-defesa-da-vacina-para-todos/

 

Deixe um Comentário