(83) 3221-0160 / 9316-8181 - Av. Primeiro de Maio 720, Jaguaribe - João Pessoa-PB
twitterfacebookgoogleyoutuberss

NOTA do SINTEFPB. Trabalhadorxs da Educação em luta!

NOTA do SINTEFPB

Trabalhadorxs da Educação em luta

banner pacote anti sp

 

 

O SINTEFPB rechaça todo e qualquer ataque aos trabalhadorxs da educação!

 

Os membros da direção estadual estão participando dos atos em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras por todo o estado, a exemplo de Sousa, Guarabira, Cajazeiras, Campina Grande e João Pessoa.
Assim como lutamos contra os cortes na educação do atual governo, estamos lutando pela democracia e contra o PLP257/2016, que atinge impiedosamente os SPFs.

Vivemos um momento importante na história do nosso país e não podemos defender a democracia e ver os nossos direitos serem usurpados.

O SINASEFE, nosso sindicato nacional, emitiu uma nota oficial sobre este projeto de lei e nós – enquanto sindicato filiado a esta entidade – reafirmamos o nosso compromisso e a nossa luta para derrubá-lo.

 

“Não podemos aceitar que nossos direitos e garantias sejam desrespeitados!” – Afirma Regina Alice,

Membro da Coordenação Geral do SINTEFPB.

 

O campus João Pessoa encontra-se em recesso deste o dia 11 e continuará até o dia 24 de Abril, sendo assim, não haverá paralisação no dia 14 de Abril, pois já estamos em recesso.
Alguns campi fizeram assembleias e optaram por paralisar e participar do ato nacional que levanta as lutas citadas nesta nota. O grande ato será realizado em Brasília, com concentração, a princípio, no MPOG, a partir das 9h do dia 14 de Abril.
Apoiamos todos os campi que estão fazendo parte das manifestações em defesa dos direitos dos trabalhadorxs.

 

.
O PLP 257/2016
Trechos retirados da nota do SINASEFE

 

Projeto apresentado em 22 de março sob regime de urgência constitucional na Câmara dos Deputados. Foi batizado de pacote anti-serviço público, o texto prevê congelamento salarial, suspensão da admissão ou contratação de pessoal, redução do quadro de pessoal do funcionalismo público por meio de programas de demissões voluntárias, dentre outras.

 

INÚMERAS MEDIDAS ANTI-SERVIDORES

As medidas que atingem diretamente, e também indiretamente, os servidores federais, estaduais e municipais são inúmeras e permeiam o texto do início ao fim. Congelamento de salários e não concessão de vantagens aparecem logo no início, no artigo 3º, a destruição da previdência social e dos Regimes Jurídicos Únicos dos servidores públicos estaduais vem logo em seguida, no artigo 4º. A divisão dos mecanismos automáticos de ajuste de despesa em três estágios aparece a partir do item 38, disponível na página 30 do documento.

 < Você também pode conferir a nota completa do SINASEFE aqui em nosso site. Clique aqui: http://migre.me/tzcCx >

 

.


Coordenação Geral do SINTEFPB

.

.
Leia também o espaço ARTIGOS em nosso site.

Deixe um Comentário